6 de setembro de 2019

06/09 – Governo gastará milhões com escolas militares, faculdades privadas focam no EaD, 25º Grito dos Excluídos, e mais.

.

FGTS, urgente: reclamação por falta de depósito anterior a 2014 pode prescrever após 13 de novembro – Se a escola ou instituição deixou de depositar o seu Fundo de Garantia, entre em contato com o seu Sindicato, agora. Mais detalheshttp://bit.ly/2k4FfHC.

 



Programa de educação militar atingirá
no máximo 0,15% das escolas do País
Estadão; 05/09
http://bit.ly/2lYNUMc

Mesmo que o programa de escolas cívico-militares anunciado nesta quinta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro tenha adesão total, ele vai atingir apenas 0,15% das 141 mil escolas públicas brasileiras. A ideia é enviar recursos para 216 escolas até 2023, que aceitem receber militares da reserva para cuidar da disciplina e da gestão. O governo federal não tem escolas, por isso, Estados e municípios, que são os responsáveis pelas escolas públicas do País, precisam aderia ao programa. Bolsonaro vai investir R$ 54 milhões por ano nessas 216 escolas. Só nesta semana, o MEC cortou R$ 39 milhões em investimento em pesquisa de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

 


Especialistas em educação criticam projeto
de escolas cívico-militares lançado pelo governo
O Globo; 05/09
https://glo.bo/2lzVz3A

Educadores criticaram duramente o plano lançado pelo governo Bolsonaro nesta quinta-feira para a implementação de 216 escolas cívico-militares até 2022. De acordo com especialistas da área, não há evidências concretas de que esse modelo de instituição impulsione bons resultados em termos de aprendizagem. Além disso, a medida seria uma política pontual, que atingiria poucos alunos.

 

O modelo de escola cívico-militar funciona? Leia o debate
Estadão; 06/09
http://bit.ly/2lVxAMa

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou nesta quinta-feira, 5, decreto regulamentando o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. Os Estados e o Distrito Federal poderão indicar, de 6 a 27 de setembro, duas escolas para receber o projeto já no primeiro semestre letivo de 2020 – elas precisam ter de 500 a mil alunos, do 6º ao 9º ano do fundamental ou do ensino médio. Especialistas com visões distintas sobre a iniciativa escreveram, a pedido do Estado, análises sobre o assunto.

 

Artigo | Ideologia contra educação no governo Doria
Exame; 06/09
http://bit.ly/2k3yJki

Por Joel Pinheiro da Fonseca: O nível do debate político no Brasil já não é bom. Mas quando o tema envolve sexualidade e educação ele realmente cai para o mais baixo possível: pânico moral, preconceito e intolerância tomam conta. A classe política tem surfado essa onda. Esse oportunismo, contudo, pode nos custar caro enquanto sociedade, dado que a própria existência de educação sexual no currículo de crianças e jovens brasileiros está na mira de militantes de direita. Nesta semana, quem protagonizou a discussão foi o governador de São Paulo, João Doria.

 

Educação exige de escolas plano para situações de emergência
Câmara dos Deputados; 05/09
http://bit.ly/2jYLpJ8

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou proposta que obriga estabelecimentos de ensino público e privados a criar planos de evacuação. O objetivo é estar preparado para enfrentar situações de risco. A proposta foi apresentada pelo deputado Roberto de Lucena (Pode-SP). As escolas terão de realizar treinamentos e simulações semestrais para garantir o cumprimento do plano de evacuação.

 

BC estuda redução de juros para quem fizer curso de educação financeira
Folha de S. Paulo; 05/09
http://bit.ly/2kvGfVl

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quinta-feira (5) que enxerga a promoção de educação financeira como mecanismo fundamental, já que o cheque especial —modalidade de crédito que está entre as mais caras do mercado— é acessada fundamentalmente pelos que ganham menos e têm menor escolaridade.

 

Rede Pública: Inscrições do Processo de Atribuição de Aulas para 2020
Concursos 10; 04/09
http://bit.ly/2kvBlaT

Segue as informações sobre as inscrições do Processo de Atribuição de Aulas para 2020, que foram publicadas no Diário Oficial do Estado: “A  participação  do  docente  no  processo  de  atribuição  de  classes  e  aulas  para  o  ano  de  2020,  incluindo  os  pertencentes à etnia indígena, obedecida à legislação pertinente, estará condicionada à sua inscrição, em que poderá ser solicitado qualquer acerto dentro dos prazos fixados nesta Portaria, que o docente comprove ser necessário, por meio do site”.

 

 


Ministro da Educação diz que universidades federais
custam muito caro e critica reitora da UFMT
G1; 05/09
https://glo.bo/2lWi8iT

O ministro da Educação Abraham Weintraub esteve em Cuiabá nesta quinta-feira (5) e disse que o governo federal pretende inverter as prioridades da educação, favorecendo a educação básica e reclamou que as universidades federais custam muito caro e têm privilégios. “Quanto ganha um professor de uma universidade federal? Com dedicação exclusiva, cerca de R$ 15 mil a R$ 20 mil. Quantas horas de aula ele tem que dar? 8 horas”, disse o ministro.

 

Cruzeiro do Sul compra Braz Cubas com foco no ensino à distância
Veja; 04/09
http://bit.ly/2klV6Sp

O grupo educacional Cruzeiro do Sul anunciou nesta quarta-feira, 4, a aquisição de sua concorrente Braz Cubas, que tem campus em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. O valor da aquisição não foi revelado, mas especula-se que seja na casa dos 150 milhões de reais. Após ampliar seu portfólio para outras regiões do país, o acerto com uma empresa que opera em São Paulo – local em que a Cruzeiro do Sul já tem operação sólida – reforça a presença do grupo na modalidade de ensino à distância.

 

 



Em ato em defesa da justiça do trabalho,
Sasp reafirma compromisso de lutas
Sasp; 05/08
http://bit.ly/2k3AJJk

O Movimento em Defesa da Justiça do Trabalho – que reúne cerca de 20 entidades, entre elas o Sintrajud, a Amatra-2, Sindicato dos Advogados (SASP), Associação de Advogados Trabalhistas (AAT-SP), Juízes pela Democracia (AJD) e ABJD (Juristas), entre outras, realizou Ato em frente ao Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, na Barra Funda, em São Paulo, no dia 5 de agosto. O movimento, que envolve advogados, juristas e magistrados, também luta em defesa da previdência social, contra a resolução da mordaça da Magistratura (CNJ), contra a PEC 108/19, contra a MP 881, e em defesa das prerrogativas da advocacia, em favor da cidadania.

 

Consulte o saldo do seu FGTS
Sinpaae-Rp; 05/08
http://bit.ly/2lCjhfo

 


ABC: Programa Análise e Crítica – primeira edição
SinproABC; 05/08
http://bit.ly/2k6lShp

Sinpro ABC inaugura ‘Análise e Crítica’, programa de formação Sindical. Assista à primeira edição.

 

 



7/9: Grito dos Excluídos está confirmado
em mais de 157 cidades. Confira no mapa
CUT; 05/09
http://bit.ly/2lDmc7B

​ A classe trabalhadora, convocada pela CUT e demais centrais, vai se juntar às mobilizações do 25º Grito dos Excluídos que acontece todos os anos no dia 7 de setembro.  Todos juntos em defesa da vida e por mundo melhor, os atos também vão alertar quanto à insustentabilidade do modelo econômico capitalista.

 


Entidades organizam ato em defesa da liberdade
de imprensa, do jornalismo e da democracia
Carta Maior; 04/09
http://bit.ly/2k6mu6H

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, juntamente com a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), a OAB-SP Comissão de Direitos Humanos e o os Centros Acadêmicos XI de Agosto (Faculdade de Direito USP), Benevides Paixão (PUC-SP), Lupe Cotrim (ECA-USP) e Vladimir Herzog (Cásper Líbero) organizam ato para o dia 9 de setembro às 19h em defesa da liberdade de imprensa, do jornalismo e da democracia. Diante do atual cenário brasileiro, a manifestação tem como objetivo afirmar a importância da atividade jornalística como um dos pilares da sociedade democrática e agrupar cidadãs, cidadãos, entidades sindicais e sociedade civil em defesa da democracia.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio