Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 13 de agosto de 2022

4 de novembro de 2019

04/11 – OAB contra EAD, Ser conclui compra da Uninorte, governo quer baratear contratação de mais pobres, e mais.

.


A defesa dos direitos  da pessoa, como o do acesso ao ensino, é questão que interessa a todas as professoras e professores. Neste programa, a TV Fepesp apresenta um pouco da história e muito dos textos, vídeos, fotos e artes que fizeram parte do Prêmio Vladimir Herzog neste ano. Aqui: http://bit.ly/2NflGYQ.

 



OAB vai à Justiça contra cursos de direito
à distância e setor de educação reage
Folha de S. Paulo; 04/11
http://bit.ly/2WHCiLK

Felipe Santa Cruz, presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), entrou na Justiça na quinta (31) pedindo liminar contra a oferta de cursos de direito a distância. Segundo a entidade, falta regulamentação para autorizar os programas, que perdem qualidade sem a prática presencial. A iniciativa já provocou reação no mercado de ensino superior privado. A consultoria Hoper escreveu na sexta (1º) uma análise em que diz ver fragilidades na medida da OAB.

 


Quase 30% de formandos de escola pública não se inscrevem no Enem
Folha de S. Paulo; 02/11
http://bit.ly/36vPh83

Mesmo consolidado como a principal porta de entrada do ensino superior, o Enem não conseguiu reverter a tendência de baixa participação de estudantes do ensino público. É comum entre alunos de escolas privadas, com melhor renda, a busca de uma vaga no ensino superior já no fim do 3º ano. Na escola particular, 95% dos concluintes fizeram o Enem, na média, entre 2015 e 2018. Já entre alunos da escola pública, essa média é de 72%: quase três em cada dez alunos nem sequer se inscrevem para fazer a prova.

 

Ministro diz que quem vazou foto no Enem se arrependerá de ter nascido
UOL; 03/11
http://bit.ly/2WKmng2

Após confirmar que uma foto do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que circula desde às 15h é verídica e dizer que o vazamento não prejudicou o andamento da prova, o ministro Abraham Weintraub afirmou que vai “escangalhar ao máximo” a vida de quem publicou a foto. Em entrevista coletiva após a prova, ele disse ainda que quer fazer a pessoa se arrepender “amargamente de um dia ter vindo ao mundo.”

 

Ser Educacional conclui compra da Uninorte
Valor Econômico; 01/11
https://glo.bo/34qFC0D

A Ser Educacional informa que foi realizada a conclusão financeira do contrato de compra e a efetiva transferência de 100% das ações da Sociedade de Desenvolvimento Cultural do Amazonas (Sodecam), controladora do Centro Universitário do Norte (Uninorte). A aquisição foi realizada por meio da subsidiária Centro Nacional de Ensino Superior (Cenesup). Conforme comunicado, foram cumpridas as condições precedentes. A compra da Uninorte pela Ser Educacional foi confirmada no dia 17 de abril por R$ 194,8 milhões.

 

 


Quero Educação faz aporte de R$ 20 milhões
e se funde com site de colégios Melhor Escola
Época Negócios; 01/11
https://glo.bo/34uaptA

A companhia brasileira Quero Educação anunciou nesta sexta-feira investimento de R$ 20 milhões no buscador de colégios Melhor Escola, focado em conectar alunos a instituições de ensino, oferecendo vagas com descontos. O Melhor Escola vai ser integrado ao marketplace Quero Bolsa, adicionando ao produto 3 mil escolas e 12 mil cursos de nível infantil, fundamental e médio, afirmou a empresa. “A expectativa é triplicar o número de escolas parceiras no próximo ano”, afirmou a companhia em comunicado.

 

 


Governo vai baratear contratação de jovens
e mais velhos que ganham até R$ 1,5 mil
Estadão; 01/11
http://bit.ly/33eT6MB

O novo programa do governo para incentivar a geração de empregos no País vai reduzir o custo das empresas nas contratações de trabalhadores com remuneração de até 1,5 salário mínimo, o equivalente hoje a R$ 1.497,00 mensais, segundo apurou o Estadão/Broadcast. Ao limitar a faixa salarial para o programa, a equipe econômica pretende impedir que os benefícios sejam destinados a contratações de profissionais que encontram trabalho com maior facilidade. O objetivo é dar oportunidade a pessoas com menor qualificação que hoje estão com dificuldades para conseguir uma vaga formal no mercado.

 

Governo estuda reduzir correção de ações trabalhistas pela metade
Estadão; 02/11
http://bit.ly/32jAVV7

O governo estuda mudar a fórmula de correção dos débitos em ações trabalhistas. Os valores devidos por uma empresa (desde FGTS até horas extras, entre outras dívidas com o trabalhador) são hoje atualizados pelo indicador IPCA-E mais 12% ao ano. A ideia é manter o índice de inflação, mas alterar o segundo componente da correção para o juro da poupança. Nos cálculos da área econômica, o estoque de dívidas trabalhistas acaba tendo uma atualização de cerca de 16% ao ano pelas regras atuais – ou seja, o passivo dobra de valor em aproximadamente cinco anos. Com o novo parâmetro, essa correção cairia para algo em torno de 7% ao ano, levando mais de uma década para dobrar de valor.

 

Sorocaba: Eleições sindicais – roteiro das urnas
Sinpro Sorocaba; 02/11
http://bit.ly/32hcMhE

As eleições para escolha da nova diretoria e conselho fiscal do Sinpro começam nesta segunda-feira (04/11). Compareça até a sede do Sindicato entre 9h e 18h ou confira se haverá urna no seu local de trabalho: http://www.sinprosorocaba.org.br/noticias_fotos/3966_arq.pdf.

 

SinprOsasco: O que os ventos do Chile trazem de alerta para o Brasil?
Sinprosasco; 30/10
http://bit.ly/2oJyDAG

Artigo da Diretoria do Sindicato: Na semana passada adotamos um modelo previdenciário inspirado nesse país que se pintava como o modelo de sucesso a ser seguido e suas práticas econômicas sustentadas em uma cartilha defendida pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes, um aprendiz à época dos “Chicago Boys”, que se relacionou de forma bem próxima com os chilenos da ocasião e chegou recentemente a apontar o país vizinho, que está em ebulição, como a “Suíça da América Latina”. O atual governo vem demonstrando um grande empenho e demonstrando grande dedicação para apresentar esse novo “modelo previdenciário” como o salvador da pátria dos problemas atuais, como gerador de empregos e desenvolvimento econômico, exatamente como feito há 37 anos. O que os “ventos vindos do Chile” nos trazem de alerta? Será que a experiência do país vizinho não nos dá um bom aperitivo pelos tempos sombrios que se aproximam?

 

SinproVales: Assessoria previdenciária para professores
SinproVales; 01/11
http://bit.ly/36wE47i

O Sindicato oferece aos professores de Indaiatuba, Salto e Itu mais um serviço: Assessoria previdenciária.

 

 


Artigo | O rabo que abana o cachorro
O Globo; 01/11
https://glo.bo/2JNscUm

Por Leo Aversa: Não sei se os leitores têm a mesma experiência que eu, mas não me lembro dos meus pais resolvendo os meus problemas na escola: consideravam que a sua função era pagar a mensalidade em dia e fiscalizar a cor das notas no boletim, o resto era por minha conta. Não por desleixo, mas é que ainda estava em vigor a filosofia — hoje jurássica — de que é importante que a criança aprenda a se virar sozinha. Não tinha essa conversa de “oh, a professora de história é muito severa, não respeita o meu tempo de aprendizado”, “ah, o professor de matemática não vai com a minha cara…”. Se tentasse algo assim ouviria um carinhoso “dane-se, dá o teu jeito de tirar nota alta” do papai ou um afetuoso “se vira playboyzinho, se aparecer com uma nota vermelha pode procurar outra casa para morar” da mamãe.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio