22 de junho de 2018
 
 
Enviar por email
RSS
Imprimir

HORA DE RESISTÊNCIA NA ESTÁCIO

07/12/2017

ESTÁCIO: MOBILIZAÇÃO NACIONAL
CONTRA DESMONTE

Representantes da Estácio chamados às falas - Assembleia de professores foi convocada: nesta terça, 12/12, 18h, no Sinpro SP - Parlamentares, Ministério e Justiça do Trabalho recebem denuncia - ABC, SP, Ribeirão Preto, Osasco em ação coordenada

Hora de resistência: Federação e Sindicatos chamam Estácio às falas e representantes da instituição estão convocados a se explicar na terça-feira, dia 12, em São Paulo. Coordenados pela Fepesp, os sindicatos de professores de Osasco, do ABC, de Ribeirão Preto e de São Paulo – onde há unidades da Estácio – estabeleceram ação conjunta e demandam explicações e garantias. Não iremos aceitar fatos consumados.

A mobilização é nacional. Os fatos estão sendo denunciados aos parlamentares da comissão de educação e do trabalho da Câmara de deputados, bem como às autoridades do Ministério do Trabalho e da Justiça do Trabalho.

"A convenção coletiva dos professores, vigente até 28 de fevereiro de 2019, proíbe a contratação ou a troca de professores mais caros por mais baratos. Proíbe que sejam contratados professores na mesma função e no mesmo nível por salário mais baixo", lembra Celso Napolitano, presidente da Fepesp.

Da mesma maneira, não é permitido ao grupo educacional demitir e recontratar os mesmos professores com a desculpa de se aplicar a ‘reforma’ trabalhista. Isso, nem mesmo a reforma perversa permite: a lei, com todas as suas maldades, não permite recontratar demitido antes de uma quarentena de 18 meses.

A Estácio só está preocupada com seus resultados financeiros. Como se fosse uma fábrica de diplomas, visa o lucro rápido. É a qualidade de ensino que está em jogo. E o respeito aos docentes e à educação de qualidade nos leva a uma articulação nacional diante de tentativas de desmonte como a agora ensaiada pela Estácio.

Não falte: assembleia de professores da Estácio será na sexta-feira, dia 15, no auditório do Sinpro SP (Rua Borges Lagoa, 170, em São Paulo).

 

 

Comentários
0 comentário(s)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Insira os caracteres abaixo