20 de outubro de 2017
 
 
Enviar por email
RSS
Imprimir

IDEB E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DO PROFESSOR

14/09/2016

A divulgação do mais recente Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB pelo Ministério da Educação, na semana passada, mostra que a escola privada ainda ensina melhor que a escola pública. Mas isso não é muita novidade.

O primeiro fato novo, neste retrato feito a cada dois anos, foi a pequena melhora no ensino público que, apesar de tudo, ainda não alcançou a meta de 4 pontos estipulada para o setor: recebeu este ano a nota 3,5. No ensino básico privado a meta é mais alta e o setor mostrou resultado sensivelmente superior à área pública (a nota da educação básica privada de 2015 foi 5,3, para uma meta de 6,3), mas esse é um resultado preocupante. Em 2013, o IDEB das particulares foi maior, chegava a 5,4. Houve uma regressão no padrão de ensino nas escolas privadas.

É importante, neste caso, a necessidade de se manter o olhar sobre as condições de trabalho, sobre os investimentos em qualificação dos professores no ensino básico privado. Qualidade de trabalho resulta diretamente em qualidade de ensino, e este é o foco da Fepesp e dos sindicatos integrantes de nossa base – assim como a remuneração do tempo gasto "sem giz", fora da sala de aula, para orientação dos alunos e formulação dos projetos interdisciplinares.

 
Comentários
0 comentário(s)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Insira os caracteres abaixo