20 de outubro de 2017
 
 
Enviar por email
RSS
Imprimir

Colégios fazem fusão de conteúdos de disciplinas

06/07/2015

Toda quinta-feira os alunos do 5.º ano do ensino fundamental da Escola Villare, em São Caetano do Sul, no ABC paulista, saem da sala para ter aula no parque. A disciplina é dada não por um professor, mas por quatro. E os estudantes aprendem conceitos de Biologia, Geografia e Artes. A matéria, chamada de Grupo de Pesquisa Interdisciplinar (GPI), parece um projeto extracurricular, mas faz parte da grade regular, com exigência de notas e frequência.

Assim como o Villare, outras escolas particulares de São Paulo estão alterando o currículo para acrescentar matérias que vão abordar mais de uma disciplina – conceito chamado “steam” (que na sigla em inglês significa Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática).

Para continuar a ler, clique aqui. Além disso, o Blog dos Colégios, do Estadão, também reúne experiências de escolas particulares de São Paulo. 

Comentários
0 comentário(s)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Insira os caracteres abaixo