19 de novembro de 2017
 
 
Enviar por email
RSS
Imprimir

Reivindicações dos auxiliares é pauta de reunião em São José do Rio Preto

03/02/2016

Por Kyra Piscitelli 

O presidente da Fepesp, Celso Napolitano, alertou durante o evento de São José do Rio Preto que “se não tiver gente atrás, eles (os patrões) vão empurrar com a barriga. Então, é fundamental que os sindicatos visitem as escolas, falem com todo mundo e crie um buchicho para fazer pressão”, disse.

A diretora da Fepesp e do Sinpro Campinas Conceição Fornasari também entrou no assunto e lembrou que “os anos anteriores pareciam difíceis, mas com certeza este é o mais difícil por causa da conjuntura política e econômica”.

Com o cenário instável, a união torna-se uma ferramenta de luta. Por isso, são tão importantes os encontros entre os sindicatos com a categoria e também entre os dirigentes, como o que ocorreu em São José do Rio Preto, sede do Saae Rio Preto, o único sindicato integrante da Fepesp que representa apenas técnicos administrativos. O encontro foi marcado para que os diretores dos sindicatos discutissem a pauta deliberada pela categoria, em assembleias realizadas em novembro de 2015.

O presidente do Sinpro Santos e diretor da Fepesp Walter Alves comandou a reunião por ser, ao lado do advogado da Fepesp Bruno Bomabarda Machado, responsável por compilar o resultado da pauta e fechar as reivindicações que serão levadas para as negociações com os representantes dos patrões da educação básica e ensino superior.

As reivindicações específicas dos auxiliares de administração ganharam destaque na discussão. Entre elas estão o reajuste do piso salarial, nova fórmula para o vale refeição e novas diretrizes do banco de horas, bem como da compensação semanal de jornada de trabalho. Quanto ao reajuste salarial, o valor pedido será o mesmo para os professores da educação básica e do ensino superior: 15%.   

Foto: Kyra Piscitelli 

Comentários
0 comentário(s)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Insira os caracteres abaixo