8 de novembro de 2018

Campanha Salarial 2019 já começou!

Fique de olho nos avisos do seu sindicato: tivemos as primeiras assembleias da Campanha Salarial 2019 em Outubro e já protocolamos as pautas de reivindicações com os donos de escolas!.

A Federação dos Professores de São Paulo – Fepesp protocolou oficialmente nesta terça-feira (06/11) a pauta de reivindicações de professores e de auxiliares de administração escolar para a Campanha Salarial 2019 aos representantes das escolas da Educação Básica na rede privada de São Paulo e das escolas do Sesi/Senai no Estado.

“Iniciamos mais cedo nossa campanha salarial, este ano, para discutir já a modernização de nosso conjunto de direitos e mobilizar as categorias na defesa do que foi conquistado em nossas convenções e acordos ao longo dos anos”, diz Celso Napolitano, presidente da Fepesp.

Além das pautas de reivindicações, a Federação e o Sindicato dos Professores de São Paulo – Sinpro-SP protocolaram documento requerendo às escolas o respeito ao preceito constitucional de liberdade de cátedra. No documento, a Federação e o Sinpro pedem às escolas “adotar as medidas necessárias para que não ocorra qualquer forma de represália a professoras e professores por parte de escolares, familiares, bem como das próprias instituições de ensino, quanto à condução pedagógica das aulas em seus estabelecimentos”.

As pautas de reivindicações foram entregues nesta tarde ao representante do Sieeesp – Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de S. Paulo, José Antiório, e ao diretor de RH do Sesi/Senai, José Roberto de Melo. Nas duas ocasiões, foi garantida a manutenção da data-base das categorias, que é o dia 1º de março – e, também, por comum acordo, permitir o recurso à Justiça do Trabalho no caso de impasse nas negociações.

“Vamos lutar pela modernização de nossos direitos e a blindagem das convenções contra os efeitos da reforma trabalhista, como terceirização ou o contrato intermitente de professores”, disse Celso Napolitano.

Leia mais aqui.

 

A RODADA DE ASSEMBLEIAS – Em Outubro tivemos as assembleias da ‘pauta quente!’ – para discutir e votar o que queremos em nossa pauta de reivindicações, para defender nossos direitos e, agora, avançar. Queremos blindar nossos direitos contra os avanços da ‘reforma’ trabalhista.

Este ano tudo começa mais cedo, para aproveitar o embalo das campanhas vitoriosas deste ano e para se antecipar a qualquer nova tentativa de reduzir direitos.

Esta é a lista da assembleias já marcadas, confira os horários:

20/10
Sinpro ABC –  9H
Sinpro CAMPINAS –  9H
Sinpro GUARULHOS –  10H
Sinpro JUNDIAI – 9H
Sinpro OSASCO – 9H
Sinpro P. PRUDENTE –  9H
Sinpaae RIB. PRETO –  9H
Sinpro SANTOS –  14H30
Sinpro SÃO CARLOS –  9H (SESI/SENAI)
Sinpro SÃO PAULO –  9H
Sinpro SJR PRETO –  14H
Sinpro SOROCABA –  9H
Sinpro UNICIDADES –  9H

25/10
Sinteee FRANCA – 17H

26/10
Sinpro BAURU – 10H
Sinpro JAÚ –  17H
Saae R. PRETO –  14H
SINPROVALES –  17H

27/10
Sinpro SÃO CARLOS –  9H (ED BÁSICA)
Sinpro TAUBATÉ –  14H00

 

A PRIMEIRA REUNIÃO

Os sindicatos integrantes da Fepesp reuniram-se em Campinas, na sede do Sinpro, para organizar com antecedência a campanha salarial de 2019. Assembleias para discussão de pauta e organização da mobilização serão realizadas agora no mês de outubro. Vamos avançar, com a modernização da nossa convenção!

Em 2018, a campanha salarial de professoras, professores e auxiliares de admoinistração escolar na rede privada de ensino em São Paulo enfrentou forte empenho de donos de escolar e instituições de ensino superior no sentido de reduzir direitos para diminuir custos e aumentar suas margerns de lucros. Foi clara a intenção em embarcar na onda da perversa ‘reforma’ trabalhista do governo sem votos. Mas a categoria soube resistir. Defendeu a palavra de ordem ‘vamos defender o que é nosso” e foi vitoriosa: na educação básica, todos os direitos fortam mantidos; no ensino superior, a tentativa de cortes foi rejeitada.

Agora, em 2019, a campanha salarial está sendo iniciada com antecedência para seguir com o entusiasmo que animou a campanha deste ano.

Já em outubro, serão realizadas as primeiras assembleias para discussão e formação de pauta de reivindicações, com a proposta de avançar na conquista de direitos, modernizando as convenções coletivas de trabalho:

“Modernizar, sim’, diz Celso Napolitano, presidente da Federação dos Professores de São Paulo. “Vamos blindar nossas convenções contra tentativas de implantar o trabalho intermitente, a terceirização, a pejotização dos professores. Vamos discutir a ‘hora tecnológica’, o tempo em que professores agora dedicam ao trabalho docente via meios eletrônicos que os colocam à disposição da escola 24 horas por dia. As escolas já se preparam para se atualizar, aumentando suas mensalidades – vamos também atualizar, modernizar nossos direitos nesta campanha”.

A Fepesp é integrada por 25 sindicatos. Após as assembleias em cada sindicato haverá a unificação das pautas até o final de outubro, a fim de dar inicio às negociações da campanha de 2019 ainda no mês de novembro, antes das férias coletivas e recesso de fim de ano dos professores.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio